Total de visualizações de página

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

TAC-2015 - Transamazônica Challenge - Isso sim é aventura!

Está chegando a hora de mais uma Transamazônica Challenge. A maior aventura off-road, que há sete anos, rasga a floresta Amazônica em roteiros surpreendente e deslumbrantes.


A expedição para “bam bam bans” é comandada pelo grande Sérgio Offroad Holanda, o maior ou melhor especialista em aventuras offroad, não só no Brasil, mas também no mundo.

Serão três etapas diferentes, recheadas de aventuras e muita adrenalina. Todas as novidades, inclusive um dos roteiros que só será revelado no começo da prova pode ser acompanhado no blog http://sergioholanda.blogspot.com.br/ e no facebook Holanda 4X4.

Quer participar? Enviei um email para sergio@holanda4x4.com.br e faça parte da seleção de participantes 2015, as vagas são limitadas.

Confira os roteiros com imagens do que já foi vivido em outras edições da TAC:

TAC 1 – Mud Extreme (De 04 à 12 de Março) 


Este trajeto é bem característico pela lama ao extremo, com muitas dificuldades de condução, muitos atoleiros gigantes e uma estrada muito perigosa em termos de condução, possibilidade de tombamento nos atoleiros, caso não sigam as orientações e perigo no acampamento devido a onças e cobras.

- Humaitá (Ponto de encontro para reunir o grupo, vistoriar os veículos e preparação).

- Lábrea (dependendo das condições do caminho de 15horas há dois dias até retornar. Esse trecho consumiria então de 4 a 5 dias, se não tivermos nenhum problema, e levando em consideração que cheguemos a Lábrea, pois devido às condições climáticas pode ser que a estrada esteja interditada. Humaitá – Lábrea – Humaitá 400 km. Neste trajeto é possível pernoites na estrada, ou não, depende das condições do trajeto.

- Humaitá – Manaus 680 km em torno de 2 a 3 dias depende do estado da estrada, das pontes e se teremos algum problema com os veículos, pois esta estrada é muito esburacada. Entre um a dois acampamentos no caminho.

Esta rota finaliza em Manaus, de onde os participantes podem escolher duas formas de retornar, enviar seus veículos por transportadora e retornar de avião, ou embarcar em um catamarã para Santarém e de lá seguir pela BR 163. Este catamarã possui datas especificas, podendo ser difícil conseguir alinhar as datas. Outra possibilidade é retornar pela BR 319 para Porto Velho, já que o trajeto já será conhecido.

TAC 2 – Serra do Sol (De 15 à 25 de Março)


Conhecido por ser uma trilha perigosa de desfiladeiros, travessias de riachos e pequenos rios, subidas íngremes e longas, com grandes quedas laterais, a trilha de Serra do Sol é uma trilha extremamente técnica e exige muito controle sobre o equipamento, além de preservar ao máximo o veículo durante o trajeto, visto que é complicado e dispendioso o conserto do veículo no trajeto.

A trilha possui uma beleza impar, uma Savana impressionante e uma vista fantástica da Serra do Sol e do Monte Roraima, chegamos próximo a sua base no lado Venezuelano.

- Manaus – Boa Vista (saímos de Manaus cedo e pernoitamos em Boa Vista)

- Boa Vista – Santa Elena (chegamos a Santa Elena, na Venezuela e vamos comprar combustível e fazer as compras de mantimentos, quem quiser já pode levar de Manaus, alguns dos mantimentos e combustível serão entregues ao piloto do avião que irá levar para a Tapera, local do acampamento Base, juntamente com um cozinheiro, que e estará nos aguardando. Pernoitamos em Santa Elena e no dia seguinte seguimos para nossa aventura).

- Devemos retornar a Santa Elena no final do sexto dia, pernoitar e partir de madrugada em direção a Manaus onde finalizamos a expedição.

TAC 3 – Novo Roteiro ( 28 de Março à 14 de Abril)


Este roteiro é uma aventura por matas fechadas, onde teremos que cortar arvores caídas, construir passagens e pontes. Estaremos abrindo uma estrada que atualmente está intransitada no meio de projetos de manejo abandonados, este trajeto é segredo e só será revelado na reunião do grupo em Manaus.

Além desse trajeto novo, que devido às condições existe a possibilidade de não conseguirmos passar, iremos ter nossa travessia de balsa com muito churrasco e tempestades no meio do Rio Amazonas, nosso trajeto de Juruti até Itaituba em área de manejo e finalizando em Alter do Chão, uma paradisíaca praia no Rio Tapajós, ao lado de Santarém e de lá a famosa TransUrurará finalizando nossa grande aventura em Uruará.

- Este trajeto deve levar de 12 a 16 dias, e devido as condições encontradas no trajeto novo existe a possibilidade de finalizar a expedição em Itaituba.
































Imagens de propriedade de Sérgio R. Delgado Holanda.

Confira vídeos em: https://www.youtube.com/user/HolandaPe

Fonte: http://sergioholanda.blogspot.com.br/search/label/TRANSAMAZ%C3%94NICA%20CHALLENGE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Fico feliz por você querer deixar aqui o seu comentário. Porém é importante que você saiba que ele poderá ser moderado.
Obrigado. Josiel